Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-content/themes/gonzo/includes/widget_areas.php on line 154 and defined in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 1292
Cias. Livre e Mundana se reúnem em Dostoiévski-Trip - Funny Girl

Teatro Dostoiévski-Trip

Published on novembro 10th, 2017 | by Maiara Tissi

0

Cias. Livre e Mundana se reúnem em Dostoiévski-Trip

Sete anos após a estreia do premiado O Idiota – Uma Novela Teatralas companhias Livre e Mundana se reencontram em Dostoiévski-Trip, nova viagem ao universo do escritor russo e ao célebre romance publicado em 1869. Com direção de Cibele Forjaz, o espetáculo, inédito no país, estreia no Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo, no dia 28 de outubro.

O elenco de Dostoiévski-Trip é composto por atores criadores das companhias Livre e MundanaAury Porto, Edgar Castro, Guilherme Calzavara, Luah Guimarãez, Lúcia Romano, Marcos Damigo, Sergio Siviero e Vanderlei Bernardino. A direção de arte do espetáculo é assinada por Simone Mina.

Esta é a primeira montagem brasileira do texto de Vladímir Sorókin – um dos grandes nomes da chamada nova literatura russa –, já encenado em Moscou e Nova York. Na peça, um grupo de viciados aguarda a chegada de um traficante que lhes prometeu trazer uma novidade. Enquanto isso, conversam, discutem (e até mesmo brigam) sobre grandes nomes da literatura mundial – Kafka, Pushkin, Cervantes, entre outros – e seus supostos efeitos. Este, contudo, não é um encontro amistoso entre amantes das letras, e sim de um bando de pessoas que mal se conhecem, unidos apenas pela condição de viciados em literatura.

Dostoiévski-Trip

Ávidos pela próxima dose, os personagens são lançados em uma jornada pelo universo de Fiódor Dostoiévski (1821-1881). Em contato com a prosa do romancista russo, os personagens embarcam na trip do título e acabam por protagonizar uma das mais célebres passagens de O Idiota, na qual seus dilemas filosóficos e existenciais se aprofundam e se potencializam transcendendo para as formas do mundo contemporâneo.

Segundo Cibele Forjaz, a ideia de montar Dostoiévski-Trip surgiu ainda durante as apresentações de O Idiota – Uma Novela Teatral (2010), também dirigido por ela. Apesar de partirem da obra de um mesmo autor, para a diretora, as peças têm estéticas e temáticas bastante distintas. “Dostoiévski-Trip é uma espécie de pós-Idiota. Fizemos aquele espetáculo levando muito a sério a narrativa da novela e o seu lado humano e mais sensível. Esta, por sua vez, tem um desencanto pós-moderno. É Dostoiévski tomado como uma droga que a sociedade contemporânea não pode suportar, pois a sua poesia e sua humanidade não cabem mais nesse mundo, em que as relações sociais estão marcadas pela egotrip”, explica a encenadora.

O espetáculo também se beneficia de um traço comum à história recente de ambas as companhias: a pesquisa da obra do alemão Bertolt Brecht, que permeou o processo de criação. Além das leituras, também foram realizadas “travessias pela cidade” – uma experiência de toda a equipe pelas ruas de São Paulo que revelou, em uma sociedade viciada em excessos, um resquício de humanidade em meio ao concreto e à carência das populações de rua. Além de contrapor o texto russo com a realidade brasileira, a pesquisa de campo evidenciou a atualidade de Dostoiévski, autor que radiografou a burguesia de sua época e sua obsessão por dinheiro, poder e prestígio.

Além das apresentações em São Paulo, o espetáculo também cumprirá temporadas em Brasília, Rio de Janeiro e Belo Horizonte em 2018.

Dostoiévski-Trip

Serviço:

Dostoiévski-Trip

de 28 de outubro a 18 de dezembro de 2017

Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo

Sessão gratuita: 13/11 (segunda-feira), 19h30, seguida de bate-papo com o elenco e a diretora

Sexta, sábado e segunda, às 20h

Domingo, às 19h

Duração: 120 min

Classificação indicativa: 16 anos

Ingresso: R$ 20
Vendas online (Eventim): http://bit.ly/dostoievski-eventim

 

Ficha técnica:

Texto: Vladímir Sorókin

Tradução: Arlete Cavaliere

Elenco: Aury Porto, Edgar Castro, Guilherme Calzavara, Luah Guimarãez, Lúcia Romano, Marcos Damigo, Sergio Siviero e Vanderlei Bernardino

Direção geral: Cibele Forjaz

Direção de arte, cenografia e figurinos: Simone Mina

Direção de movimento: Lu Favoreto

Direção vocal e interpretativa: Lúcia Gayotto

Direção musical e composições originais: Guilherme Calzavara

Luz: Alessandra Domingues

Roteiro e criação de vídeo: Cla Mor e Luaa Gabanini

Direção de produção e gestão de projeto: Marlene Salgado

Assistência de direção: Cla Mor e Luaa Gabanini

Assistência de cenografia: Vinícius Cardoso

Cenotecnia: Vina Simões

Construção de escadas: Vanderlei Wagner e Fernando Zimolo

Direção de palco: Renato Banti

Contrarregragem: Jackson Santos

Assistência de figurino: Jemima Taunay

Produção de figurinos e objetos: Rick Nagash

Visagismo: Roger Ferrari

Colaboradores: Marcos Padilha e Fernando Carvalho

Assistência e operação de luz: Laiza Menegassi

Montagem de luz: Renato Franco e Cristiano Franco

Video designer: Vapor 342 – Fabio Riff

Letreiros: Thomas Frenk

Imagens: Rashid El Bakri

Imagens do acervo “O Idiota”: Fredy Allan

Depoimentos Maloca Jaceguai: Adauto Feliciano, China, David, Geisse Antunes, Jamaica, Maiara, Marcia Bahia, Nagila Waleska, Paula Suellen, Paulo, Rashid El Bakri, Thiago Martins e Vagner; Crianças: Luiz Gabriel, Monique Suellen, Paulo Eduardo, Paulo Henrique, Maria Eduarda, Sara Gabrielli, Sophia e Yasmin Vitória

Participação especial como “químico no Facetime” e consultoria química farmacêutica: Paulo Mattos

Operação de vídeo: Renato Banti

Arte gráfica: Simone Mina e Nika Santos – FazFazFaz

Assessoria de Imprensa: Bruno Machado e Rodrigo Sampaio

Fotos: Cacá Bernardes (cena), Cla Mor (processo de criação) e Leo Ferlan (programa)

Coordenação de produção: Bia Fonseca

Produção executiva: Jackson Santos e Mariana Machado

Coodenação administrativo-financeira: Mauricio Inafre – Uma Arte Produções Artísticas

Criação: Cia. Livre + mundana companhia

Tags: , , , , , ,


About the Author

Criadora e editora-chefe do site Funny Girl. Apesar de ter prestado vestibular para Rádio e TV e adorar dar uma de jornalista, Maiara é cineasta por formação. Residente em São Paulo, suas grandes paixões são o cinema e o teatro, embora também não resista a um bom livro e seja levemente viciada em seriados de televisão.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑