Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-content/themes/gonzo/includes/widget_areas.php on line 154 and defined in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 1246
Com muito humor, "A Família Addams" chega a São Paulo! - Funny Girl

Críticas Família ADDAMS 4

Published on março 10th, 2012 | by Maiara Tissi

4

Com muito humor, “A Família Addams” chega a São Paulo!

Depois de uma temporada questionável nos palcos da Broadway, os produtores de “A Família Addams” revisaram seu roteiro, adicionaram novas canções e transformaram o ritmo de sua narrativa para a turnê americana da peça e é essa versão totalmente repaginada que o público paulistano recebe no Teatro Abril, com produção da Time For Fun.

A dupla Daniel Boaventura e Marisa Orth personifica com coragem e maestria o icônico casal Gomez e Mortícia, criados pelo desenhista Charles Addams na década de 30. Na história criada para o musical, a Wandinha mimada e impiedosa que conhecemos está crescida e apaixonada. O rapaz que rouba o coração da primogênita Addams é Lucas, um garoto “normal”, o que causa uma reviravolta na família, principalmente depois que os dois resolvem fazer um jantar para que as duas famílias se conheçam. Interpretados por Beto Sargentelli, Paula Capovilla e Wellington Nogueira, os Beineke trazem um contrabalanço à peça e adicionam ao texto questões sobre os conflitos entre pessoas de costumes e origens diferentes, tolerância (ou a falta dela) e o desafio de lidar com mudanças dentro da própria casa. Acima dessa abordagem, porém, está o humor ácido e delicioso desses personagens macabros.

Erros presentes na primeira versão do espetáculo foram corrigidos, como, por exemplo, o exagero no protagonista Gomez (interpretado por Nathan Lane), agora consideravelmente suavizado por Daniel Boaventura, que esbanja talento e faz o público rir do começo ao fim. O timing para o humor que vemos em Daniel – e que já havia sido mostrado no mesmo palco em 2002 quando interpretou Gaston em A Bela e A Fera – está no mesmo nível do já conhecido timing de Marisa Orth, enquanto a atriz se mostra uma grande cantora em potencial e relembra seus anos de bailarina, surpreendendo a muitos, principalmente por ser sua estreia em musicais.

O resto do elenco pode não ser conhecido pelo grande público, mas não é menos talentoso ou competente, pelo contrário. Já calejados pelo teatro musical, Laura Lobo e Claudio Galvan são sensações à parte. Fester nos mostra toda sua doçura ao contar a história de sua paixão pela lua e Claudio rouba a cena e todos da plateia com uma apresentação incrível no segundo ato. Laura, com uma das maiores vozes do cenário musical atual, deixa os fãs de O Despertar da Primavera com saudades de Martha e encanta quem a vê pela primeira vez.

Vovó (Iná de Carvalho) e Feioso (Nicholas Torres/Gustavo Daneluz) são os personagens que menos tomam a frente na história, porém – graças à perspicácia dos criadores – suas piadas são tão diferentes quanto suas personalidades, portanto, caso um não acerte em cheio o espectador, o outro dará conta do recado. Já Tropeço (Rogério Guedes) não emite uma palavra (nenhuma que se entenda pelo menos), mas não deixa de marcar presença e é motivo de ótimos momentos. O ensemble é formato pelos ancestrais dos Addams trazidos da cripta, incluindo figuras como uma dançarina dos anos 20, um homem das cavernas, uma índia e até uma noiva deixada no altar. Os fantasmas têm sua hora no show especialmente durante “Tango de Amor”, o maior número de dança do espetáculo.

A qualidade dos aspectos técnicos está sempre garantida quando se trata de uma produção da Time For Fun, juntamente com a competência desse elenco, músicas incríveis e um texto que já é sucesso e se adapta muito bem ao público brasileiro, “A Família Addams” se faz um espetáculo promissor e é uma grande concorrência para as peças musicais que invadem São Paulo.

Tags: , , ,


About the Author

Criadora e editora-chefe do site Funny Girl. Apesar de ter prestado vestibular para Rádio e TV e adorar dar uma de jornalista, Maiara é cineasta por formação. Residente em São Paulo, suas grandes paixões são o cinema e o teatro, embora também não resista a um bom livro e seja levemente viciada em seriados de televisão.



Back to Top ↑