Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-content/themes/gonzo/includes/widget_areas.php on line 154 and defined in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 1246
Conheça o Palácio de Schönbrunn, em Viena! - Funny Girl

Pelo Mundo OIiii

Published on novembro 25th, 2013 | by Camilla Muller

0

Conheça o Palácio de Schönbrunn, em Viena!

“O Palácio de Versailles de Viena” começou como um simples moinho até a sua compra no século XVI por um antigo governante vienês, que construiu sua casa senhorial ali, que foi conhecida como Katterburg. Alguns anos depois, o terreno foi comprado pelo imperador Maximiliano II, que o transformou em um grande jardim repleto de espécies exóticas.

No século seguinte, planos para a construção de um palácio começaram a sair do papel, e o palácio foi dado à futura imperadora Maria Teresa. Ela passou a modelar o seu palácio de acordo com os seus desejos, estabelecendo muitas das estruturas localizadas hoje no palácio, como muito de seu interior e a Gloriette. Ela também transformou o palácio no centro da vida da corte austríaca.

Com o passar dos anos, o palácio ganhou mais notoriedade dentro e fora da Áustria, e logo foi “promovido” à residência oficial dos Habsburgos durante o verão. Ele também foi palco de reuniões importantes e serviu inclusive como um complexo de apartamentos para inválidos pela guerra e idosos nos anos 1920.

20121229_123544

Quais são as atrações? Hoje, o palácio, seus apartamentos, a Gloriette e os jardins são abertos para visitação, e durante o fim do ano, um charmoso Christmas Market é aberto na frente do palácio.

Além de tudo isso, o zoológico mais antigo do mundo se encontra ali. Alguns animais faziam parte da coleção particular da Maria Teresa e a tradição continua até hoje. Muitos falam que a visita vale a pena, mas ainda não fui lá visitar.

Quando fui para lá: A primeira vez foi em 2010, durante o verão. Schönbrunn tem uma enorme pomposidade por si só. O palácio todo é de cor amarela, e com um amplo espaço na frente e atrás, onde se encontram os jardins.

Não tive muito tempo para conhecer o palácio neste ano, pois estava em uma excursão de ônibus, mas pude apreciar um pouco dos jardins em seu pleno esplendor. Deu um gostinho de quero mais.

Esse “quero mais” me levou a voltar a Viena em 2012, dessa vez no inverno, e quis de novo ir pra Schönbrunn. Dessa vez, por estar com um machucado no pé que me impedia de andar muito, preferi ir de táxi ao invés de andar de metrô, mas só de estar ali me deu aquela vontade de conhecer tudo e enfrentei a dor no pé sem arrependimentos.

P1020181

Após me maravilhar com os cômodos com mobílias originais e todas as histórias “behind the scenes” do palácio, subi até a Gloriette não importasse a dor! Ela é uma estrutura que fica acima de um morro, localizada pontualmente atrás do palácio. Reza a lenda de que ali alguns dos encontros mais chiques da Maria Teresa com a realeza aconteciam. Hoje, além de um deck de observação, existe um restaurante fino ali dentro.

Subir até lá foi um martírio pra mim, morrendo de dor no pé esquerdo, mas a cada momento que eu olhava pra trás e via como a vista de Viena se tornava mais bonita, eu pegava mais um fôlego e procurava engolir a dor. Cheguei bem lá em cima e me senti que nem o Rocky! Haha

A vista da Gloriette é incrível e fez o meu dia! De lá dá pra observar os grandes monumentos de Viena, com foco para a Stephansdom, a principal catedral da cidade.

Acabei voltando novamente em Viena esse ano. Dessa vez, na primavera, foi de longe a mais divertida de todas. Estava com meus amigos do intercâmbio, e imagina a diversão que foi! Éramos três brasileiros, minha roomate da Austrália, uma amiga das Filipinas e outra chinesa. Nós, os brasileiros, preferimos ir até os labirintos para tirar foto e as outras meninas foram para o palácio. Andamos bastante pelos jardins, apreciamos a vista do palácio e das fontes, alimentamos esquilos pelo caminho e acabamos chegando na Glorette com quase nenhum esforço (risos para a vez anterior). Estava friozinho e a vista, como sempre, linda! Foi ótimo termos ido até lá.

20121229_120725

Época do ano para visitar: Os jardins estavam mais bonitos no verão, com certeza! Porém as filas são menores durante a primavera, época que também existem menos turistas comparadas ao verão e ao inverno.

Quanto custa? Informações sobre os tickets se encontram AQUI. Recomendo o Imperial Tour, e a compra do ticket para os labirintos. Como disse, dá pra chegar na Gloriette a pé, e a vista de lá já é incrível. Ponto de atenção é para a hora pré-determinada do ingresso. Se o ticket vem 11:47 (como veio o meu), você só vai entrar às 11:47. Minuto após minuto eles ficam anunciando, e mesmo que só falte um minuto, você não entra. Também não é permitido tirar foto dentro do palácio.

Como chegar? Para chegar até Schönbrunn, é só seguir pela linha do metrô U4 com o mesmo nome do palácio. Ele fica relativamente dentro da cidade, e chegando lá é só seguir as indicações para a entrada.

P1020174

20121229_121042

P1020175

Mais informações sobre Schönbrunn, Viena, viagens e outros palácios visite meu blog, Camilla Pelo Mundo! :)

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


About the Author

Eu sou Camilla Müller, nasci e cresci em Manaus, e desisti da faculdade de Odontologia para estudar Economia e me dedicar a um sonho de trabalhar na ONU. Enquanto esse momento não chega, viajo para alguns lugares e sempre procuro compartilhar experiências de alguma maneira. Cresci em um ambiente multicultural em casa, com foco nas minhas ascendências da Alemanha e da Colômbia, das quais tenho muito orgulho de pertencer!



Comments are closed.

Back to Top ↑