Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-content/themes/gonzo/includes/widget_areas.php on line 154 and defined in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 1246
Crítica: "A Toda Prova" - Funny Girl

Cinema Haywire

Published on abril 19th, 2012 | by Maiara Tissi

3

Crítica: “A Toda Prova”

Em oposição ao filme Os Vingadores, que apresenta um batalhão de cinco super-heróis, um vilão e apenas uma heroína (interpreta por uma das mulheres mais sexys do mundo), A Toda Prova entra para a lista crescente de filmes com uma protagonista feminina de peso. Este ano começamos com a exótica Lisbeth de Os Homens que Não Amavam as Mulheres, fomos até o mundo distópico de Jogos Vorazes com Katniss e agora temos Mallory Kane, a mulher que já pode ser considerada a mais kick-ass já vista no cinema.

Para um personagem forte – em todos os sentidos – como esse, a escolha da atriz é o aspecto mais delicado e de maior importância. Em uma decisão arriscada, Gina Carano, lutadora profissional de MMA foi a eleita. Com todas as lutas presentes no filme garantidas, a pouca experiência de Gina como atriz foi o ponto a ser mais trabalhado. Claro que o resultado não é como o esperado de uma atriz, Carano notoriamente teve vários problemas quando o roteiro exigiu mais de sua atuação, mas nada que estragasse por completo sua performance e fizesse o público esquecer do enfoque principal da trama: o soco na cara e o chute na bunda.

Ao invés de perseguições de carros, explosões e afins, os embates corpo a corpo tomam conta dos momentos de ação. Deixar as lutas como o foco, e não apenas a porrada pela porrada, mas como uma arte que exige muita habilidade – sendo orquestrada brilhantemente pela direção de Steven Soderbergh – é uma novidade agradável. Muito mais interessante do que é de costume ver em filmes do gênero. Principalmente se tratando de uma mulher que não precisa usar calças coladas ou decote enquanto vai pra briga com praticamente todos os homens do elenco – que também não deixam barato.

Esse elenco masculino, aliás, também não é pouca bobagem, não. Dividem seu tempo na tela, Ewan McGregor, Antonio Bandeiras (finalmente em um personagem que não aproveita de seu charme e sedução), Michael Fassbender (esse sim, sempre charmoso, para o nosso deleite), Michael Angarano, Bill Paxton, Michael Douglas e Channing Tatum, este último mostrando a maturidade que notoriamente procura ao escolher, ultimamente, os papeis mais diversos. Os homens não só aumentam o nível de qualidade da trama como se revezam e costuram o roteiro de tal forma que ajudam a dar o ritmo do filme de forma significativa.

Daqueles personagens que parecem ter saído de uma história em quadrinhos ou de um anime japonês, Mallory Kane pode não ser tratada exatamente como uma heroína, mas depois de uma hora e meia em que ela protagoniza fugas e lutas impressionantes, é essa a imagem que o espectador leva dessa mulher de aço.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,


About the Author

Criadora e editora-chefe do site Funny Girl. Apesar de ter prestado vestibular para Rádio e TV e adorar dar uma de jornalista, Maiara é cineasta por formação. Residente em São Paulo, suas grandes paixões são o cinema e o teatro, embora também não resista a um bom livro e seja levemente viciada em seriados de televisão.



Back to Top ↑