Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-content/themes/gonzo/includes/widget_areas.php on line 154 and defined in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 1246
"Bling Ring - A Gangue de Hollywood" - Funny Girl

Crítica the-bling-ring2

Published on agosto 3rd, 2013 | by monicacastilho

0

“Bling Ring – A Gangue de Hollywood”

Bling Ring (2013)Katie Chang and Israel Broussard

Bling Ring foi o nome dado à gangue que roubava as mansões de celebridades em Los Angeles e, com este título óbvio, o filme deixa bem claro do que se trata. Além de se basear na história real do grupo de jovens que invadiam mansões de famosos em Hollywood para roubar seus pertences, o filme aborda todo o culto celebridades, os desejos impostos pela mídia e até que ponto vale à pena ir para atingir esse padrão de vida considerado perfeito.

Dirigido por Sofia Coppola, o filme não é feito para surpreender, até mesmo porque são os próprios jovens que narram suas histórias enquanto dão seus depoimentos para a polícia. Entre silêncios durante as ações do grupo, a chance de serem pegos a qualquer instante e os momentos que exploram as emoções dos membros da gangue, o filme sabe brincar, diferenciando bem o ambiente de perigo dos roubos e a atmosfera barulhenta das festas pela cidade.

the-bling-ring-emma

A história é construída sob os alicerces de “a confusão já está feita e agora contamos nossa história enquanto tentamos remediá-la”, sendo uma sucessão de atos impulsivos feitos por jovens. Entretanto, esse formato causou no filme de Coppola a repetição, que mesmo entre o grande número de menções e aparições de celebridades além da chuva de emoções dos personagens, acaba por ser notada. É inevitável chegar a um ponto da narrativa em que se nota que o ciclo de assaltos – muitas vezes mostrados com imagem de câmeras de segurança das mansões para imitar um documentário –, festas e depoimentos para a polícia se repete de novo e de novo.

Problemas de ritmo à parte, o filme tem sim muitos elementos bons que conseguiram salvá-lo. Um deles é a trilha sonora, que faz quem assiste querer estar nas festas com os personagens e se divertir com eles. Outro elemento interessante é que não temos somente um protagonista, e sim o grupo como um todo sendo o centro da trama, com cada integrante mostrando sua personalidade, sua história e os diferentes motivos que os levaram a tais atos. E conforme cada um dos jovens apresenta seus motivos, sejam eles válidos ou não, o filme se justifica como sendo não apenas um retrato de uma sociedade fútil e consumista, mas de jovens sem restrições morais que se divertiram à custa de bens e dinheiro alheios. E para retratar isso, o filme funcionou.

Tags: , , , , , , , , ,


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑