Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-content/themes/gonzo/includes/widget_areas.php on line 154 and defined in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 1291
Crítica: "Elysium" - Funny Girl

Cinema

Published on outubro 1st, 2013 | by Maiara Tissi

0

Crítica: “Elysium”

579590_395838893850230_2008741119_nApesar de ser estrelado por Matt Damon, Jodie Foster, Wagner Moura e Alice Braga, Elysium foi um dos filmes mais aguardados do ano não apenas por seu elenco como também por se tratar do novo longa metragem de Neil Blomkamp. O sul-africano carrega em seu currículo como crédito de direção apenas alguns curtas e Distrito 9, porém sendo este último um dos maiores destaques dos últimos anos, a expectativa era inevitável.

Matt Damon é Max, um órfão que cresceu na depredada Los Angeles do século XXII. Após uma vida fora da lei, ele se dedica ao ordinário trabalho de operador de máquinas em uma fábrica abusiva controlada pelo poderoso sistema politico de Elysium. Ao contrário do planeta Terra que se assemelha a uma imensa favela, a gigante Elysium se sustenta no espaço sideral como uma luxuosa estrela que comporta o topo da hierarquia financeira e politica da sociedade.  É para lá que todos almejam ir, porém cada um tem seu sonho atrofiado pelo rigoroso sistema de segurança comandado pela Secretária de Estado Delacour (Jodie Foster) e executados por seus drones mecanicamente insensíveis e rigorosos.

elysium-sharlto-cbDesesperado pela tecnologia medica do utópico lugar, Max recorre ao criminoso Spider (Wagner Moura), um antigo amigo e colega que promove viagens ilegais para que imigrantes tentem sua sorte em Elysium (da terra miserável para a terra promissora, qualquer semelhança com a fronteira entre México e Estados Unidos não é mera coincidência). A trama ganha ainda mais intensidade emocional com a adição de Frey (Alice Braga), amor de infância de Max que procura para sua filha que possui leucemia. A jornada deles ganha um empecilho através de Kruger (Sharlto Copley, grande revelação de Distrito 9), espião na Terra usado por Delacour.

Grandes máquinas e efeitos visuais na medida certa passam longe da pirotecnia e do sensacionalismo das ficções cientificas de costume, usando a tecnologia digital como ferramenta de auxilio para definir a ambientação da trama e compor o filme na realidade criada por Blomkamp . Como em seu longa anterior, o diretor e escritor utiliza um protagonista que tenta sobreviver à margem da sociedade e o tempo futuro como analogia do presente, sendo as fortes críticas politicas e sociais seu maior trunfo.

Tags: , , , , , , , , , ,


About the Author

Criadora e editora-chefe do site Funny Girl. Apesar de ter prestado vestibular para Rádio e TV e adorar dar uma de jornalista, Maiara é cineasta por formação. Residente em São Paulo, suas grandes paixões são o cinema e o teatro, embora também não resista a um bom livro e seja levemente viciada em seriados de televisão.



Comments are closed.

Back to Top ↑