Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-content/themes/gonzo/includes/widget_areas.php on line 154 and defined in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 1292
Incontestavelmente "Invencível" - Funny Girl

Cinema Invencível

Published on janeiro 22nd, 2015 | by Maiara Tissi

0

Incontestavelmente “Invencível”

#EspecialOscar2015

Depois de tomar as rédeas em 2011 do pouco conhecido Na Terra de Amor e Ódio, Angelina Jolie volta a sua posição por trás das câmeras para dirigir Invencível, longa que conta a extraordinária história real de Louis Zamperini e seus esforços físicos e psicológicos durante a Primeira Guerra Mundial.

Baseado no livro best-seller de mesmo título escrito por Laura Hillenbrand (distribuído no Brasil pela editora Objetiva), o roteiro da adaptação para o Cinema ficou também nas boas mãos de um time com currículo de excelência composto por Richard LaGravenese (Dezesseis Luas, P. S. Eu te Amo e o aguardado Os Últimos 5 Anos) e pelos irmãos Joel e Ethan Coen (Inside Llewyn Davis: Balada de um Homem Só, Bravura Indómita), nomes de peso para uma jornada que merece nada menos que os melhores.

Invencível

A passada rápida pela infância de Louie apresenta sua família, o preconceito da vizinhança sofrido por sua descendência italiana e a maneira rebelde de lidar com as situações de um garoto que não seria a aposta de ninguém para se tornar um vencedor na vida. Com o incentivo do irmão mais velho, porém, as fugas de Louis dos seus problemas e de seus agressores se transformaram em corridas na pista de atletismo. Através do esporte, ele recebeu destaque na escola, no Estado e, por fim, no país. Correndo, o garoto conseguiu sonhar mais alto e chegar até as Olimpíadas da Alemanha em 1936. Meses mais tarde, quando a serviço dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial, o esforço, a superação e as palavras do irmão permaneceram no coração e na mente de Louie e foram fundamentais para sua sobrevivência.

Em uma escolha original, o filme pula os momentos conflitantes recheados de tiros e explosões no campo batalha. Saturados no Cinema, o espectador já conhece bem os sofrimentos da ocasião. Louie tem muito mais a contar. Pouco tempo também é dedicado às interações entre os soldados. Apesar de um elenco de apoio formado por talentos como Domhnall Gleeson (Questão de Tempo), Garrett Hedlund (Na Estrada) e Jai Courtney (Divergente), a amizade e o suporte criado ali é resolvido efetivamente em cenas e diálogos curtos, que dão conta do recado sem delongas. O foco está sempre no homem, na vivência e contratempos deste, extraordinário, que superou de tudo nas circunstâncias mais inimagináveis.

Invencível

A homenagem realizada em cena pela narrativa heroica que não tira os olhos de seu protagonista. O destaque deixa ainda mais em evidência a atuação de Jack O’Connell, como não poderia deixar de ser, especialmente se tratando das ocasiões que precisaram ser retratadas. O jovem de apenas 24 anos é a grande revelação do momento. Lançado no seriado britânico Skins (que também revelou Nicholas Hoult), como Louie, Jack se mostra um ator de garra, destemido, pronto para o que der e vier. Apesar das grandes performances e da forte concorrência, a falta de uma indicação para o Oscar de Melhor Ator deste ano é uma incógnita.

Diferente da conquista de Clint Eastwood em 2006 ao contar a Segunda Guerra tanto do lado americano quanto do japonês através dos longas A Conquista da Honra e Cartas de Iwo Jima, Invencível não esconde seu patriotismo exacerbado. O Japão é a terra dos inimigos, aqueles que escurração sem piedade e são de dar raiva até naqueles que não sofreram na mão deles. Todo herói precisa de um vilão e se as circunstâncias não eram suficientes, este se encarna no sargento Watanabe, que teve sua face um tanto psicótica interpretada pelo rock star estreante nas telonas Takamasa Ishihara.

Invencível

Apesar de levantar a bandeira americana como tantos outros do gênero, a mensagem que realmente prevalece em Invencível é a da força humana. A força de quem não desiste não importa a diversidade, a situação ou a injustiça. Em lindas composições criadas pelo diretor de fotografia Roger Deakins, em filme, Louis é se torna eterno e universal. Seu recado é claro:  A mente move o corpo e a resistência está dentro de cada um.  Uma mensagem atemporal, que vale ser compartilhada e guardada com carinho.

Indicações ao Oscar 2015: Melhor Fotografia, Melhor Edição de Som e Melhor Mixagem.

 

Veja também:

Angelina Jolie e Brad Pitt em “By the Sea” 

Lista de Indicados ao Oscar 2015

“Birdman” e a vida nada glamourosa dos bastidores do entretenimento

“Foxcatcher” e as atuações que chocaram a todos

“Boyhood” e a arte de Richard Linklater  

Invencível

Tags: , , , , ,


About the Author

Criadora e editora-chefe do site Funny Girl. Apesar de ter prestado vestibular para Rádio e TV e adorar dar uma de jornalista, Maiara é cineasta por formação. Residente em São Paulo, suas grandes paixões são o cinema e o teatro, embora também não resista a um bom livro e seja levemente viciada em seriados de televisão.



Comments are closed.

Back to Top ↑