Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-content/themes/gonzo/includes/widget_areas.php on line 154 and defined in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 1292
Life is a Cabaret pela New York Pops - Funny Girl

Crítica

Published on março 22nd, 2017 | by Miriam Spritzer

0

Life is a Cabaret pela New York Pops

Em seu concerto de março, a orquestra New York Pops aproveitou a data para homenagear John Kander, da dupla de compositor e letrista Kander e Ebb e um dos principais compositores da Broadway.

Talvez você não conheça John Kander pelo nome, mas certamente conhece algumas de suas músicas, e muito bem. Entre seus vários sucessos, o compositor é principalmente conhecido por seus musicais Cabaret e Chicago. No entanto, estas obras, por mais maravilhosas que sejam, estão longe ainda de serem seu maior sucesso. Uma de suas obras que ultrapassa os palcos da Broadway e as telas de cinema, é a canção “New York, New York”, lançada na voz de Liza Minnelli e foi imortalizada por Frank Sinatra.

John kander

John Kander

Bom, então agora que estamos todos na mesma página quanto a importância de Kander e Ebb na indústria de teatro musical, podemos voltar a falar do espetáculo Life is a Cabaret, que ocorreu em Nova Iorque na semana passada.

Os cantores convidados da New York Pops desta vez eram Caissie Levy e Tony Yazbeck. A atriz e cantora ficou conhecida pelos espetáculos Hair e Ghost enquanto Tony pela peça On The Town. A escolha foi interessante e atípica para o repertório. Caissie Levy tem um timbre mais claro que lembra um pouco o estilo pop-rock, já Tony Yazbeck tem uma voz mais do estilo de musicais da era da MGM. Visto que grande parte do repertório Kander e Ebb levam mais um estilo jazz e cabaret, a expectativa geralmente é de vozes um pouco mais “sujas”, no bom sentido.

Caissie Levy 2

Caissie Levy

 

Tony Yazbeck

Tony Yazbeck

Além dos cantores, Steve Reineke, o maestro da orquestra, também surpreendeu na escolha do repertório. Claro que muitos números clássicos estavam presentes no show como “Maybe This Time”, “Money Money”, “Roxie”, “All I Care About” e “But The World Goes Round”. No entanto, o show trouxe números maravilhosos e pouco esperados como “Sometimes a Day Goes By” e “Ring Them Bells”.

O espetáculo foi leve, divertido e comemorativo. Ainda que o foco do show seja a orquestra e as vozes, é difícil escutas Kander e Ebb e não ter vontade de dançar, o que foi visível tanto na plateia que batia discretamente o pé no chão acompanhando o ritmo das músicas como nos pequenos números de dança no palco. Tony Yazbeck até conseguiu incluir um número de sapateado no meio do seu repertório.

Caissie Levy 1

Caissie Levy cantando Roxie

 

Tony Yazbeck 2

Tony Yazbeck sapateando

Obviamente o show foi fechado com “New York, New York”, cantada no palco e na plateia. É preciso dizer que o público estava quase tão interessante quando a apresentação, com presenças ilustres de Susan Stroman (diretora e coreógrafa), Laura Osnes (atriz e embaixadora da New York Pops) e o homenageado da noite John Kander.

Susan Stroman e John Kander

Susan Stroman e John Kander

 

Fotos por Magda Katz.

Tags: , , , , , , , ,


About the Author

Apaixonada por New York e pela Broadway, sou aquela pessoa que vê cinco peças em um fim de semana, acompanha revistas e sites de moda e frequenta o MOMA mais do que a academia. Além de correspondente do Funny Girl na Big Apple, trabalho em coaching e vivo pelo mundo competitivo das performing arts como cantora, atriz e ex-bailarina clássica.



Comments are closed.

Back to Top ↑