Warning: Missing argument 2 for wpdb::prepare(), called in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-content/themes/gonzo/includes/widget_areas.php on line 154 and defined in /var/www/html/funnygirl.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 1292
TATUADOS #01 - Natalie Hanss - Funny Girl

Tatuados

Published on maio 20th, 2013 | by Paula Medeiros

2

TATUADOS #01 – Natalie Hanss

Novidade no blog, gente!

Finalmente vai sair o primeiro post da mais nova coluna aqui do blog: “Tatuados”! eeeeee! \o/

Basicamente aqui vamos tentar expor um pouco mais sobre esse tipo de arte, quebrar alguns preconceitos (assim esperamos, porque, sério – como não amar?) e enfim, tirar dúvidas em geral e conversar mais de perto com as pessoas que já passaram pela experiência. Para isso vamos ter depoimentos pessoais de quem responde a nossa pequena entrevista.

A nossa primeira convidada é uma amiga pessoal, mega talentosa, simpática e linda!
Vamos ao que interessa e conhecer mais um pouco sobre ela e suas tattoos?

 

nat5

Nome: Natalie Hanss

Idade: 25

Ocupação: Estilista e Ilustradora

Nº de tattoos: Atualmente eu tenho 9 tattoos, mas na verdade já fiz 12, contando colorações, retoques e uma cobertura.

nat

Qual foi a sua primeira tatuagem e com quantos anos?

A minha primeiríssima tattoo foi de duas penas de águia, num estilo bem nativo americano. Eu tinha 15 anos e após muito implorar a minha mãe concordou e me levou para fazer. Ela odiou cada momento, hehe!

Por que você quis tatuar e que significado você encontra nisso?

Eu cresci no Texas e sempre tive muita referência nativa ao meu redor. Na época o meu pai fez uma tattoo de um apanhador de sonhos indígeno todo enfeitado de penas e pedras, então quis muito fazer as penas que são como que caídas da dele.

nat2

Tem alguma preferida/mais especial?

Eu amo todas, mas tenho duas tatuagens que são muito especiais! A primeira é uma aranha no meu pé direito que fiz em homenagem a minha mãe que é bióloga. Toda vida ela me rodeou de animais e me ensinava tudo sobre eles, inclusive as aranhas que ela estudava. A segunda tattoo que mais amo é um pássaro marítimo alemão com um timão de navio. Essa foi mais uma para o meu pai que foi marinheiro e piloto da marinha alemã! Eu gosto muito de ter desenhos que representam grandes aspectos da minha vida, essas são as mais queridas.

nat4

Que tipo de julgamento você recebeu de amigos e família e como você lida com as críticas negativas?

Com certeza a família sempre tem alguma crítica para dar, mas eu nem respondo nada. Quando fiz a última, dos passarinhos, e disse que tinha uma coisa para contar à minha mãe, ela falou que iria vomitar se eu tivesse feito outra tatuagem. Sempre tem os olhares desapontados… Mas, cada um tem o direito de ter a sua opinião e fazer ou não esses “rabiscos eternos”, como a minha tia diz. De modo geral, até que foram bem aceitas.”

Qual foi a situação mais engraçada/estranha que já passou por ser tatuado(a)?

Há uma situação recorrente que eu sempre acho divertida: quando estou sentada no metrô lotado e entra uma senhora. Eu levanto para dar o meu lugar a ela e, ao sentar, ela agradece com uma expressão um tanto surpresa. Eu sempre percebo que elas veem as minhas tatuagens nos punhos, ombro e pernas e parece que não esperavam essa atitude civilizada de alguém tatuado.

Que dica você dá a quem não tem ainda mas quer fazer alguma?

Em primeiro lugar, pense trocentas mil vezes antes de fazer qualquer desenho para ter absoluta certeza. Muitas vezes as pessoas se empolgam e fazem algo de importância passageira em suas vidas. É terrível você ter algo permanente na sua pele que não goste de ver depois de um tempo.

Pretende tatuar mais?

Ideias não me faltam, mas por enquanto estou bem satisfeita com os meus.

Indica algum tatuador/loja?

Com certeza! As minhas últimas cinco, e retoques na antigas, foram todas feitas pelo Chicão do estúdio SP Ink da Galeria Ouro Fino, na rua Augusta, em São Paulo. Ele é tremendamente talentoso e tem um capricho admirável. E, além desse profissionalismo, ele é gente finíssima! Eu acho importante ter uma boa relação com a pessoa que vai desenhar na sua pele com agulhas para que seja uma experiência agradável.

 

nat1

_____

Natalie, MUITO obrigada de novo por participar!

Se você por acaso conhecer alguém que teria interesse em ser entrevistado, não deixe de mandar a sugestão nos comentários, ok? Espero que tenham gostado e até a próxima.

 

Tags: , , , ,


About the Author

Curso Editoração pela ECA, sou paulista só de coração (nascida e criada em São Luís - MA) e já morei em Portugal e nos EUA. Passo os dias me buscando em muita música, literatura, filmes e, claro, tempo a mais na internet. Curiosa ao extremo e uma eterna otimista, tenho uma controversa admiração pelo excêntrico, estranho e melancólico, e sofro de empatia e fascínio intenso pelo mundo.



2 Responses to TATUADOS #01 – Natalie Hanss

  1. Camila says:

    Muito boa sua matéria Paula, bem diferente e interessante! Não deixe de postar. Adorei 🙂 e as tatuagens da entrevistada são bem bonitas. Parabéns!

  2. helena giaõ says:

    Boa matéria, Paula, sobretudo por tratar de um tema que suscita tantos preconceitos, inclusive da parte de leitores que passam por aqui. Entrevistadora e entrevistada desenvolveram uma boa conversação. Parabéns.

Back to Top ↑